Validação do Projeto de Fomento ao Turismo Sustentável em Barra do Turvo

Dando continuidade ao processo de planejamento participativo do turismo sustentável em Barra do Turvo, iniciado em abril de 2013, uma nova reunião dos agentes locais foi realizada no dia 24 de abril, desta vez para validar o projeto formatado a partir dos resultados dos trabalhos do primeiro encontro.

Este processo, estimulado pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Turismo de Barra do Turvo, está pactuando entre os agentes locais como monitores ambientais e rurais, gestores de unidades de conservação, lideranças comunitárias, representantes de sindicatos e donos de pousadas, um projeto de turismo sustentável próprio para Barra do Turvo, que respeite e se adeque às particularidades locais. É consensuado que a forma de turismo sustentável mais adequado para Barra do Turvo é o turismo de base comunitária, isto é, aquele turismo que tem a comunidade local como protagonista tanto na gestão quanto na distribuição dos benefícios, seja nas modalidades do ecoturismo ou do turismo rural e a isso se deve à importância de uma construção coletiva.

O investimento na atividade turística em Barra do Turvo constitui uma estratégia para o desenvolvimento local com a diversificação da economia do município, apoiada na agricultura e pecuária familiar. O turismo possui a vantagem de suplementar atividades econômicas já existentes, sem susbstituí-las, produzindo ainda sinergias entre elas.

O primeiro encontro desses atores foi realizado no dia 01 de abril e seu relato pode ser lido aqui. Por meio de metodologia participativa, os agentes trabalharam com mapas e produziram informações sobre os atrativos naturais e culturais e equipamentos e infraestrutura, além de debater os arranjos institucionais necessários para o desenvolvimento de um circuito turístico em Barra do Turvo. A partir das informações produzidas, que apontavam aquilo que já está em condições de integrar a criação de um circuito e aquilo que necessita de pequenas ou grandes adequações para tal, foi formatado um projeto para ser cadastrado junto ao sistema de convênio do governo federal e apresentado a outras possíveis fontes de financiamento.

Neste segundo encontro, o objetivo era apresentar o projeto aos agentes locais como devolutiva do trabalho coletivo realizado por eles e submetê-lo a sua apreciação para que este pudesse ser validado pelo coletivo. O processo agora segue com a possibilidade de submeter o projeto à novos editais abertos pelo Ministério do Turismo ou outro que trabalhe a questão do turismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*